terça-feira, 6 de outubro de 2009

ANÁLISE DO DISCURSO (resumo do grupo, para apoio no trabalho)

Análise do Discurso

A discursividade implica a compreensão de que a mensagem é construída no interior de uma conversa e é a concretização de um ato, enfim, é a apropriação da linguagem (código, formal, abstrato e impessoal) por um emissor, o que confere a este um papel ativo, que o constitui em sujeito da ação social.
O homem para se expressar é obrigado a utilizar e respeitar as regras, os mecanismos lingüísticos e a se relacionarem com códigos e falas já instituídas.
As Análises do Discurso
Existem dois tipos de analises de discurso, a inglesa e a francesa. A análise de discurso inglesa resulta na identificação da pessoa que conduz a narrativa dos acontecimentos e das proposições que formula para os interlocutores: pedidos ou ordens, por exemplo, e na análise de discurso francesa, resulta na identificação dos discursos já instituídos – como o da publicidade ou o da medicina, que foram incorporados pelo sujeito.
- A Conversação
Determina que a mensagem, seja inteligível pelos interlocutores, pelo emissor e também pelo receptor, para que haja informação ou persuasão. A significação construída deve ser intersubjetiva, deve fazer sentido na situação e no contexto social, por isso obedece a regras e procedimentos lingüísticos e toma como referência proposições e significados que fazem sentido para a consciência coletiva, os implícitos e os pressupostos.
- Os pressupostos
São relações de sentido consagradas por determinados grupos sociais que se incorporam em sua linguagem e se tornam elementos constitutivos da significação. As gírias e os neologismos costumam ser bons exemplos de pressupostos.
- Os implícitos
São processos interlocutivos, instrumentos que viabilizam a interação, fazem parte do cenário conversacional composto pelo grupo para uma determinada situação. Sua presença pode ser percebida implicitamente em alguns gestos, silêncios, reticências ou ênfases, por exemplo.
Os Indicadores
Na instância indexical, determina que ao se apropriar da linguagem e construir um discurso, o sujeito deixa pegadas que nos permitem identificar sua presença e o modo como foi construindo o enunciado: os indicadores de pessoa, de lugar e de tempo, ou a voz ativa e passiva, por exemplo.
a) Indicadores de pessoa:
O pronome pessoal “eu” indica a pessoa que se apropriou da linguagem para construir um discurso, assumindo a posição de locutor. Ele se coloca na posição de dono da voz que conta as ocorrências e mostra o mundo para um determinado interlocutor, para o “tu”, aquele a quem a mensagem esta sendo explicitamente dirigida.
b) Indicadores de tempo e de espaço:
Os indicadores de tempo e espaço não têm necessariamente apenas o sentido gramatical dos advérbios. Passado, presente e futuro também são funções discursivas, definidas pelo momento indicado pelo locutor como sendo “agora”, assim como as noções discursivas de lugar são indicadas pelo locutor como “aqui”. Tanto o “aqui” como o “agora” podem ser referências imaginadas.
A Ação
A instância acional define que toda comunicação é uma ação simbólica e social, concomitantemente. Emissores e receptores realizam atos de fala, que dão corpo a uma locução, à articulação de fonemas e à construção de frases, e também à representação de papéis sociais.
- Atos de fala: o sujeito interage com o locutor por meio de proposições lingüísticas e sociais, de frases com as quais realiza suas intenções imediatas. Ex: ordens; pedidos; etc...
- Atos locutórios: São proposições que obedecem a regras lógicas que permitem a conversação por fazerem sentido em qualquer situação. São os atos locutórios, aquilo que viabiliza as pessoas articularem locuções. Ex: afirmativas; interrogativas; exclamativas; etc...
- Atos Ilocutórios: É o domínio do ato de fala articulado à situação social, ao contexto. Ex: ordens; pedidos; etc.
- Atos Per locutórios: É o domínio do ato de fala articulado à performance, ou seja, a atuação ou representação de um papel social. O sujeito, concomitantemente, realiza uma performance, representa papeis sociais, realiza atos per locutórios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário